Não queira ser perfeita, mas seja plena! Plenamente feliz.

Plenamente feliz é quando você se decide por esse estado, e começa a construí-lo.

Detalhe importante: Não cai do céu, e se caísse, não te faria feliz.

Para os preguiçosos a má notícia: Dá trabalho! Tem de aprender e empreender!

Boa notícia: não precisa esperar ter a construção pronta, tijolo por tijolo já basta para seu contentamento duradouro. Ufa!

Nunca confunda positividade tóxica: tipo faz de conta que se tem essa tal felicidade, e sai rindo por aí, vai que cola!?

A real: ser feliz é uma condição interna que requer atitudes e ações coletivas. Não basta parecer, terá de ser. Ninguém transforma quando não é!

Um dos pilares da Felicidade, segundo a ciência contemporânea é ativada pelas emoções positivas, as quais podemos conscientemente ativa-las no nosso dia-a-dia , já outro pilar nos lembra que propósito é o que nos acompanha duradouramente às próximas estações. E não se engane: suas tristezas solidificam seu crescimento toda vez que você os aceita como parte dessa construção. Você não é a vítima, é protagonista.

Sabedoria, conhecimento, alegria, princípios e valores são tão científicos para uma vida plena, quanto bíblicos ( Eclesiastes é uma fonte inesgotável de matéria de estudos).

Fomos criados para “ a felicidade e abundância”, não se desvie do caminho, em busca de perfeição. Ninguém é , nem faz sentido ser. Ser feliz é sobre ser feito de novo e mais uma vez. É sobre ação.

Não contém frases feitas copiadas. Aprendi, vivencio, ensino, habilito, transformo.
Replique a gosto!