ESPECIALISTA INDICA CINCO ATITUDES PARA TER UMA VIDA FELIZ NO PÓS-PANDEMIA

O momento que estamos vivendo (por conta da pandemia da Covid-19), o chamado Cisne Negro, é algo desconhecido, imprevisível, improvável. Buscar responder precisamente o que nos espera com previsões é irreal. Então, embasar seu bem-estar no que vai ou não acontecer gera uma expectativa que nos levará inexoravelmente à frustração. A dona dessa afirmação é Sandra Teschner* que vem estudando a ciência da felicidade desde 2014.

Sandra Teschner
Sandra Teschner

“A felicidade é sempre encontrada no lado positivo de qualquer conceito. Ser feliz é um estilo de vida, uma decisão que tomamos”, explica ela. “A manutenção deste estado de ser (e nunca de ter) se dá através de ações intencionais que escolhemos realizá-las no nosso dia a dia.” O que temos é o agora, e é nele que temos de nos conectar e viver da melhor maneira que conseguirmos. Ela questiona: “quem é você neste novo cenário? Quais mudanças você está apto a fazer, agora que o mundo apertou botão do pause, nos deixando confinados com a mobilidade reduzida? Tudo o que você e eu controlamos são nossas atitudes.”

Segundo ela, se aproveitarmos a quarentena para rever conceitos, podemos ser impactados positivamente, e quem sabe até despertar a felicidade que está adormecida em nós! Abaixo, Sandra indica cinco hábitos que vão ajudar você a dar início a uma vida mais feliz.

1) FUJA DE NOTÍCIAS RUINS AO ACORDAR
Ao acordar, evite fazer da busca por notícias negativas a sua primeira opção. Você não mudará o mundo se deixar para se informar dos acontecimentos mais tarde. Estudos mostram que más notícias como primeiras do dia, aumentam em 30% a probabilidade de arruinar todo o seu dia. Respire, ouça algo que te diverte ou te deixa leve.

Foto meramente ilustrativa (Foto: Getty Images)

2) EXERCITE-SE!
Se você já tem o costume de praticar esportes, dê continuidade, se não praticava, use as tantas possibilidades de aulas online, ande em casa, dance. Encontre novas formas de se adaptar à realidade atual. Se você foca na solução, seu cérebro quimicamente já te ajuda a ser mais criativo, aberto a encontrar saídas.

Foto meramente ilustrativa (Foto: Getty Images)

3) XÔ, PENSAMENTOS NEGATIVOS
Emoções negativas nascem também de pensamentos negativos, e o nosso cérebro é mestre em nos provocar medo. Manter vivo nossos pensamentos negativos é apenas parte o design original do cérebro humano para nosso instinto mais básico: sobrevivência.

Ao mesmo tempo que pensamentos negativos mantêm a segurança da espécie, eles iludem, geram expectativas imaginárias, gerando sofrimento. A boa notícia é que você pode treinar para espantar a negatividade. Substituir pensamentos ruins por pensamentos positivos e de aceitação perante o que você não pode mudar, levará você a alcançar o estado de felicidade.

Foto meramente ilustrativa (Foto: Getty Images)

4) TURBINE SUA IMAGINAÇÃO
Quem você quer se tornar? Esta é uma poderosa ferramenta de solução de problemas, incontáveis pesquisas comprovam que a imaginação afeta o desempenho e proporciona bem-estar. O professor de Ciência da Felicidade, Sandro Formica, explica que há estudos que já duram quatro décadas acerca da utilização da mente na imaginação do que ainda não ocorreu para conseguir o que se deseja.

Se queremos alcançar algo novo, uma vida melhor por exemplo após a Covid-19, a prática da imaginação é uma excelente ideia para embasar seus pensamentos e atitudes. Criatividade e intuição serão ativados guiando-nos através da criatividade e intuição.

Foto meramente ilustrativa (Foto: Getty Images)

5) SEJA SOLIDÁRIO
Ajudar a alguém, construir um mundo melhor à sua volta pode lhes parecer utópico. Não é. O maior beneficiado pelas suas ações do bem é você mesmo. Este é um dado unânime na ciência contemporânea. Não é sobre quando você deposita na vaquinha virtual ou sobre quantas vezes você fez atitudes de grandiosas para a humanidade. Fiquem à vontade para fazer tudo isso, se este papel lhes cabe. Mas é sobre doar um pouco do seu tempo e atenção a quem está sozinho.

Imagem meramente ilustrativa (Foto: Getty Images)

É sobre repostar o post daquela pessoa que está precisando de uma força, pois abriu um novo canal (muitas vezes) de sobrevivência. É sobre comprar das empresas locais e quando não for possível valorizar as grandes que se mostrem sociais, engajadas, interessadas num mundo melhor e não no lucro a qualquer preço. Dar um telefonema, oferecer seu conhecimento gratuitamente para as pessoas durante a quarentena, cozinhar para alguém, unir pessoas, dividir o seu saber. Doar o que não usa mais, promover cidadania a seu redor, reciclar seu lixo, assumir sua parcela na conta comunitária da vida.


*Sandra Teschner vem estudando a ciência da felicidade desde 2014, quando a empresária certificou-se como Chief Happiness Officer pela Universidade da Florida. Desde então, dedica-se a espalhar o conceito de felicidade por onde passa. Esse ano, ela foi a única brasileira a palestrar do World Happiness Summit, onde falou sobre a importância das redes sociais para ser feliz. Sandra também participou do podcast Silver Linings comandado por MO Gawdat, ex-CEO do Google X, com quem também conversou sobre felicidade.

Fonte RG: https://siterg.uol.com.br/lifestyle/2020/06/14/especialista-indica-cinco-atitudes-para-ter-uma-vida-feliz-no-pos-pandemia/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s