VAMOS NOS CONCILIAR?

Proponho, nessa segunda- feira (e eu adoro esse dia, nasci num deles às 7h20 da manhã e nunca mais parei de trabalhar com alegria!), rever conceitos, cobrar respostas, nos unirmos com foco. Jogar pedras, ainda que virtuais, não trará o presente que queremos, até porque o ideal é lúdico, e Alices, como sabemos, também estão por aí em busca de um país pra chamar de seu. O Nordeste é a região mais duramente castigada pelo coronelismo arcaico, pelo cabresto socioeconômico, que mantém  a educação longe de meus conterrâneos. Sou nordestina, baiana, e ainda que não me orgulhe de parte da população, teoricamente educada, serem coniventes com a escravatura intelectual daqueles à margem da sociedade, não é a eles a quem me refiro.

 

O peso dos interesses pessoais, do tirar vantagens acima de tudo, sobrepujam lamentavelmente os interesses da coletividade. A chamada “esquerda intelectual” também perdeu sua graça, se era interessante ouvir Caetano cantando London, London enquanto a esquerda era a idílica oposição, décadas depois de situação e extermínio da moral pública, com todos os braços direitos do presidente do partido representante da esquerda investigados, ou condenados, impedidos e presos, incluindo ele mesmo, é trágico ! Uma “dramédia” de enredo barato. O PT é responsável por números exatos e factíveis. Não se trata de opinião, de gostar da formação acadêmica ou militar de um ou de outro candidato, trata-se da real, de encarar as horas como elas são. Há 4 mandatos o Brasil elege o PT. E aí, está bom como está? A) 14 milhões de desempregados e nós estamos discutindo o que? Para quem não lembra, ou não quer lembrar. As leis trabalhistas, tão comentadas como se fora criações de esquerda, foram oriundas do governo “ditador” e de direita de Getúlio Vargas, ou o que? Cabulou a aula de história? 2) O mapa catastrófico da violência cresce exponencialmente. Em 16 anos só aumentou, mas agora, o que? Encontraram uma receita mágica? 3)Corrupção . Sempre teve, não é mesmo, então podemos perdoar o PT, é isso mesmo? Você já parou para pensar que essa “corrupção” é assassina? A Corrupção mata! O dinheiro desviado da saúde, educação, transporte, estradas, mata! Mata nos hospitais, mata no trânsito, mata o futuro da criança, do jovem que se marginaliza. É assassinato público a corrupção institucionalizadas e propaganda sem precedentes na história das civilizações. Leia sobre isso e tire suas conclusões. 4) Morre-se mais assassinados no Brasil anualmente do que em países em situação de guerra. São 62 mil assassinatos ao ano, não é um número hediondo ? Bem, I made my point e você entendeu. Jair Bolsonaro pode não ser o Amoedo dos nossos sonhos. E ressalto “sonhos”, porque ele também não conhece os muros armados da Câmara e do Congresso Nacional para fazer a política necessária para mudar a situação do país, porém é um empresário de sucesso, com propostas de centro, e poderia ter sido uma boa opção. Mas Alice… você já sabe, continua à procura de seu país,  e Papai Noel tá cheio de contas pra pagar.  O candidato Bolsonaro não nega ser de direita, e muitos atributos do rótulo não me agradam, são passíveis sim de discussão.

 

Seu discurso é muitas vezes mais apelativo do que consistentemente direitista. E, sim, falou muitas vezes no calor do discurso e disse o que não devia, coisa que ele não tem negado. Mas vamos citar algumas pérolas, como ele não querer ter filho gay (problema dele, não precisamos gostar do que ele gosta, presidente não legisla!), mulher ganhar o mesmo que homem desde que nas mesmas condições, está na constituição. Mas o que? Não ganhamos? E Bolsonaro é culpado disso? Pergunte ao partido dos trabalhadores, ganhadores das últimas 4 eleições porque isso é assim. Sou mulher e não quero ganhar igual a homem, gays, lésbicas, afins, quero ganhar mais de qualquer gênero, toda vez que eu for melhor e merecer. Armas? Questão dúbia! Não sou a favor, mas sou menos ainda de ter bandidos com armamentos de guerra enquanto oficialmente nem spray de pimenta podemos ter. Façamos o candidato que não está no poder nas últimas décadas entender quais compromissos ele terá de fazer se quiser permanecer lá em cima. Mas meus amigos queridos, o resultado lamentável dos últimos 4 mandatos nós já temos. Então sim, precisamos mudar e nos posicionar para que se faça valer não os pensamentos individuais dirigindo candidato, mas sim o que a maior parte da população brasileira realmente quer. Isso sim se chama democracia. E aí? Vai ficar só “hashtageando” bandeiras de efeito, ou vai efetivamente ajudar a reconstruir o país. Sua voz e sua atitude contam. Vamos pegar as pedras do caminho, e ainda que ainda não possamos construir castelos com ela, um abrigo decente, já é um começo. Boa reflexão a todos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s